Hibridização “in situ” para HPV (alto e baixo risco) – CISH

O diagnóstico preciso do HPV (papilomavírus humanos) é de fundamental importância para prevenção e tratamento do câncer de colo do útero. Os vários tipos de HPV são classificados de acordo com baixo ou alto risco de câncer. A Hibridização molecular é uma técnica que estuda o material genético do HPV. Sendo um exame genético, detecta com alta sensibilidade e especificidade a presença e o tipo de HPV nas amostras. A Hibridização “in situ” é utilizada para análise de tecidos de biópsia.

Veja também