Tire sua dúvida agora

Perguntas & Respostas

  • Devo guardar os blocos e lâminas dos meus exames?
  • Meu médico solicitou que eu fizesse um exame imuno-histoquímico, mas o bloco do exame está em outro laboratório. Como devo proceder?
  • O meu exame não pôde ser entregue na data prevista, o que isso significa?
  • Por quanto tempo posso guardar a amostra antes de enviar para exame?'
  • Por quanto tempo posso guardar a amostra antes de enviar para exame?'
  • Ver respostas >>

Imuno-histoquímica

Imuno-histoquímica ou IHQ é o processo de detecção da expressão de proteínas localizadas nas células dos tecidos utilizando o princípio antígeno/anticorpo. A Imuno-histoquímica é largamente utilizada no diagnóstico e prognóstico do câncer.

Esquema Imuno-histoquímica
Método Avidina-Biotina (ABC). Clique na imagem para ampliar.

Aplicações diagnósticas

Vários anticorpos são utilizados para o diagnóstico das mais específicas situações:

  • Fatores Prognósticos de Câncer de Mama (RE, RP, c-erbB2/HER2, p53, PCNA...)
  • Perfil Hormonal em adenoma de hipófise
  • Imunofenotipagem de linfomas e sarcomas
  • Detecção de sítio primário de adenocarcinoma
  • Caracterização de neoplasia indiferenciada
  • Tumores de Células Germinativas
  • Tumores de Pequenas Células
  • Fatores prognósticos de câncer
  • Detecção de agentes infecciosos
  • GIST

Marcadores

Uma vasta gama de marcadores deve estar à disposição dos patologistas para possam oferecer o diagnóstico mais preciso. O Anticorpos Laboratório realiza na sua rotina de exames os anticorpos abaixo:

ACTH CD56 Fascina Oncoproteína c-erbB-2/Her2-neu,
Actina de Músculo Liso CD57 (NK1) Fator VIII P16
Actina músculo específica(HHF35) CD61 Fosfatase alcalina placentária (PLAP) p21
Actina Sarcomérica CD68 Galectina 3 AB-1 p27
Alfafetoproteína (AFP) CD7 Gastrina P63
Beta-Catenina CD79a Glicoforina A, PCNA fases S, M e G0
BRST-2 (GCDFP-15) CD8 Glucagon Podoplanina (D2-40)
CA 125 CD99 Gonadotrofina coriônica, fração beta (beta-HCG) Polipeptídeo pancreático (PP)
CA 15.3 CDX2 HBME-1 Prolactina,
CA 19-9 CEA Hepatocitário Específico (HSA) Proteína Ácida Fibrilar Glial (GFAP),
Cadeia leve Kappa da imunoglobulina CEA POLYCLONAL Hepatócito Anti-Humano Proteína p53, tipos selvagem e mutante,
Cadeia leve Lambda da imunoglobulina Ciclina D1 (Rabbit Monoclonal Antibody) HHV-8 Proteína S-100,
Calcitonina Citoceratina 10 Hormônio do Crescimento (GH), PSA
Caldesmon Citoceratina 14 Hormônio Estimulante da Tireóide (TSH), Racemase
Calponina Citoceratina 18 Hormônio Folículo Estimulante (FSH), RCC (Renal cell carcinoma marker gp200)
Calretinina Citoceratina 19 Hormônio Luteinizante (LH), Receptor de estrogênio (Rabbit Monoclonal Antibody
CD10 (CALLA) Citoceratina 20 Inibina Receptor de progesterona
CD117 (c-kit proto-oncogene) Citoceratina 5-6 ki67 fases G1, S, M e G2 Sinaptofisina
CD138 Citoceratina 7 Lisozina Somatostatina,
CD15 Citoceratina 8-18 Melan A Surfactante pulmonar, apoproteina A
CD1a Citoceratina de alto peso molecular Melanoma (HMB45) Tenascina
CD20 Citoceratina de baixo peso molecular Mieloperoxidase Terminal Deoxynuceotidyl Transferase (TDT)
CD21 Citoceratina Pan Miogenina Timidilato sintase
CD23 Citomegalovírus (CMV) Mioglobina. Tireoglobulina
CD3 CLA Mouse Anti-Human Epitelial Antigen (Ber-EP4) Tirosinase
CD30 (Ki-1) Cromogranina A Myo-D1 Toxoplasmose
CD31 DBA44 Neuroblastoma (NB 84) TTF1
CD34 Desmina Neurofilamento Vilina
CD4 E-caderina Oncoproteína ALK-1 Vimentina
CD43 EGFR, Receptor de fator de crescimento epidérmico. Oncoproteína bcl-2 Vírus de Epstein-Barr (EBV),
CD45 ( Leucocitário Comum, LCA) EMA Oncoproteína bcl-6, WT-1
CD5 Enolase neurônio específica (NSE),

Para ver a aplicação diagnóstica dos anticorpos clique aqui.

Imuno-histoquímica no Anticorpos Laboratório

O Anticorpos Laboratório tem vasta experiência na realização de exames imuno-histoquímicos, sendo um dos pioneiros neste método no Brasil, com uma extensiva gama de mais de 150 marcadores tumorais e mais de 50.000 pacientes já atendidos, estamos capacitados a resolver as mais complexas situações diagnósticas.